sábado, 13 de fevereiro de 2010

DESESPERADAMENTE À PROCURA DE MIQUELRIUS


O problema dos rituais é que nos trazem cativos das nossas inseguranças. Ao cabo de quase nove anos a tomar notas nestes cadernos da Miquelrius – marca catalã com pergaminhos remontantes a 1839, diz o site –, a ideia de ter de encontrar uma alternativa é assustadora. Sobram-me apenas três míseras folhas em branco, poupadas como um indecente salário mínimo à portuguesa. Não me apetece mudar para os recorrentes Moleskines, nem para os nossos cadernos de merceeiro que o Paul Auster tornou fashion – acho o papel demasiado branco, as linhas demasiado azuis, tudo muito ofuscante. Gosto dos cadernos quadriculados tamanho A6 da Miquelrius porque cabem no bolso e ganham aquele aspecto surrado ao fim de alguns meses, mantendo-se resistentes e maleáveis ao mesmo tempo, o que é todo um programa de vida. A lombada de tecido azul nunca se desfaz, os cantos não se amachucam, a etiqueta de fundo branco suja-se apenas o suficiente para se tornar ilegível à distância. Habituei-me a eles, nada a fazer.

O problema é que desapareceram do único sítio de Lisboa onde os encontro à venda: a loja Arte Periférica, no CCB, onde foram avistados pela última vez na Primavera de 2009. Voltei lá antes do Natal e não havia. Telefonei a meio de Janeiro e continuavam ausentes ("Talvez em Fevereiro, depois do inventário", prometeram-me por telefone). Insisti esta semana e a sorte foi a mesma. O empregado que invariavelmente me atende parece-me um rapaz pouco expedito (a dar para o morcão, diria mesmo), insensível às mais básicas noções comerciais. A palavra "encomenda" fará parte do seu léxico? A última réplica deixou-me virada do avesso: "Os cadernos não chegam de um dia para o outro". Já deu para perceber que não, pelo menos desde Dezembro. Também não chegam de uma semana para a outra, nem de um mês para o outro. Caso para perguntar: chegarão de um ano para o outro? Peço encarecidamente aos visitantes deste jardim o favor de me informarem, se conhecerem outros pontos do país onde se vendam os inigualáveis cadernos quadriculados Miquelrius. É que estou quase à beira de um ataque de nervos.

10 comentários:

Nuno Cruz disse...

Não estão à venda online? Tinha ideia que sim, mas posso estar a fazer confusão... na livraria Altair ou algo assim. Sabes se vendem directamente na fábrica ou em alguma papelaria conhecida de Barcelona? Tenho amigos lá a quem posso encomendar directamente.

ana disse...

Também tenho amigos em barcelona, pode pedir tb. E conheço bem o funcionário de quem está a falar...já fiz uma reclamação á conta dele e tudo

Carla Maia de Almeida disse...

Obrigada, mas está tudo resolvido. Um email para Barcelona, seguido de resposta imediata com o contacto do distribuidor em Portugal, que no mesmo dia me enviou uma lista de moradas de papelarias em Lisboa com os famosos caderninhos pretos. Depois foi só ir lá buscá-los. Já tenho fornecimento para os próximos dois anos... Se não escrever muito.

Mary disse...

Ooooh e essa lista pode ser partilhada?

Favas disse...

Carlinha,No cais do sodré há uma tabacaria, ao lado da loja do pão que vende livros desses, em bom papel almaço encadernados
à mão muito bons têm vários tamanhos e formatos, experimenta, pode ser uma alternativa
bjs

Carla Maia de Almeida disse...

Obrigada, Ana. :-) Eu encontrei-os numa papelaria chamada A Barca, ao cimo da Rua Tomás Ribeiro, nº 105. Também deverá haver na papelaria do Atrium Saldanha (piso 2), mas neste momento estão esgotados. Para quem quiser falar com o fornecedor em Portugal, aqui estão os contactos:


OVNI-PORTO, LTD

TEL: 227534690

FAX: 227539628

E-MAIL: mfernandes@ovni-porto.pt

vera disse...

eu compro-os made in portugal na Papelaria Fernandes, mas serão menos chiques aí? ... aqui são chiques :-)

Carla Maia de Almeida disse...

Aqui, onde? No blogue?
De qualquer modo, não é uma questão de serem "chiques" (não são). Na Papelaria Fernandes é que nunca os encontrei. Parecidos, com certeza. Mas só parecidos.

Lise disse...

Olá olá! Que bom é saber que não sou a única desesperada à procura de Miquelrius! :)
Mas eu ando à procura de um artigo específico, um notebook em tamanho pocket que comprei no ano passada no Staples e pelo quel me apaixonei. Acontece que agora já não encontro à venda em lado nenhum..
Envii um mail pelo site da miquelrius e deram-me o contacto do fornecedor em portigal, mas o senhor limitou-se a dizer: "Veja na Livraria BArata em lisboa que de certeza k têm". Liguei e tinham, mas não o formato que eu queria. :(
Agora pronto, fiquei sem alternativas.... :(
Será que almguém me consegue ajudar?
Beijinhos da Lise

Carla Maia de Almeida disse...

Lise, eu tenho o contacto de uma loja em Telheiras, mas não neste momento. Mas fique atenta, que eu assim que puder deixo aqui.