segunda-feira, 17 de maio de 2010

TRADUZIR LIVROS PARA CRIANÇAS


Quase, quase a caminho de Coimbra. Espera-se que o vulcão islandês não perturbe a ordem de trabalhos das primeiras Jornadas Internacionais de Tradução de Literatura Infanto-Juvenil, a decorrer na Faculdade de Letras da Universidade esta quinta e sexta-feira (garantiram-nos que, havendo lugares, se aceitam inscrições de última hora).

Aguarda-se a chegada de Riitta Oittinem (Finlândia) para a conferência de abertura, marcada para as 10h15 de dia 21. Tema: “Revoicing Picturebooks: Translating the Verbal, the Visual and the Aural”. A partir daí, a escolha pode tornar-se mais difícil, uma vez que se preparam sessões paralelas em três salas (felizmente, todas no mesmo piso). Falar-se-á de temas tão particulares como “a tradução dos nomes próprios nas edições portuguesas de Astérix” (Raquel Mouta) ou “a tradução das intertextualidades bíblicas em O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, de C.S. Lewis (Elaine Sant’Anna). Na quinta à tarde haverá um painel dedicado à tradução audiovisual e, na sexta de manhã, à tradução para crianças com necessidades especiais. À tarde, também na sexta, duas mesas-redondas convocarão tradutores (Margarida Vale de Gato e Elisabete Ramos estarão lá) e editores (Kalandraka, Bruaá e Cuckoo também são presenças confirmadas), mas a esta hora já teremos de estar de regresso à Estação do Oriente. Snif.

O programa completo pode ser consultado aqui (se tiver dificuldade em chegar ao link, faça “guardar” e abra com o programa Adobe).

1 comentário:

sofia wahnon disse...

Que coisa interessante. A nós resta-nos aguardar notícias do evento por esta via. Obrigada!