quinta-feira, 15 de julho de 2010

O AUTOR E OS SEUS AUTORES


A Estranha Vida de Nobody Owens (The Graveyard Book), editado recentemente pela Presença, já ganhou tudo o que havia para ganhar, incluindo dois dos prémios mais importantes da literatura para crianças nos EUA e Reino Unido – respectivamente, o Newbery e o Carnegie. Quem ainda não leu, aproveite as férias e perceba as razões que fazem deste romance um livro muito superior ao anterior Coraline (que já era bom) e de Neil Gaiman um dos escritores mais dotados da sua geração. Se tudo correr bem, o Prémio Hans Christian Andersen também lhe há-de vir parar às mãos.

Leia-se, também, a página final dos agradecimentos, uma lição de sagesse e humildade que muitos candidatos a “jovens escritores” (e mesmo “velhos escritores”) deveriam ter em conta. Neil Gaiman agradece a Rudyard Kipling e à presença tutelar de O Livro da Selva; aos filhos, que o inspiraram nas concepção da ideia; aos amigos que leram o manuscrito (“Todos detectaram coisas que era preciso corrigir”); aos editores, aos ilustradores e à agente; e, enfim, a todas as pessoas que acrescentaram o seu saber no processo de pesquisa, nomeadamente no que diz respeito a cemitérios, cenário onde se passa a maior parte da acção.

Serve isto para dizer que um livro bem feito é o resultado, muitas vezes, do investimento de uma série de pessoas – além do próprio autor, é claro. Só os inseguros têm medo de ser corrigidos e ouvir sugestões. Ou então querem escrever para si próprios, correndo o risco de apenas serem lidos pelo espelho das suas vaidades.

3 comentários:

nils disse...

Nunca li Neil Gaiman, mas fiquei com uma enorme consideração pelo autor quando soube que se prestou a ler o inédito, de uma escritora não publicada, de Jonathan Strange e Mr. Norrel. Um livro fantástico, duplamente.

Carla Maia de Almeida disse...

Não sabia disso, mas parece-me coincidir com o perfil de Neil Gaiman, pelo que tenho lido. Acrescento mais um ponto à minha admiração pela pessoa e escritor.

Inês Oliveira disse...

É um excelente livro (obrigada pela dica).