sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

BOAS ARTES


Matilde Rosa Araújo faz capa do número 21/22 da Malasartes, que homenageia a escritora (1921-2010) com uma entrevista inédita conduzida por José António Gomes. Nesta edição dupla, maioritariamente escrita em português mas com um forte «braço» galego, há muito para ler. Os álbuns de capa mole da colecção Borboletras (Caminho), a revisitação de João Sem Medo, de José Gomes Ferreira, e a influência do haiku na escrita poética para crianças são alguns dos temas tratados. Ah, e há também um generoso artigo de Sara Reis da Silva sobre uma certa e determinada escritora cuja obra se encontra “ainda em crescimento” (adivinhem quem é… o nome começa por “C”).

Publicada desde 1999, a Malasartes destina-se sobretudo a professores, bibliotecários, escritores, ilustradores, editores, livreiros, estudantes e todos os que se interessam pela crítica e divulgação da literatura infantil e juvenil, portuguesa e traduzida. Com este vasto público, devia vender imenso, o que não acontece (um daqueles fenómenos cuja compreensão me ultrapassa). São precisos mais assinantes, particulares e institucionais. A assinatura para Portugal e Galiza, dois números numa só revista, custa dez euros. As informações podem ser pedidas através deste email: malasartes@portoeditora.pt.

2 comentários:

Hannie disse...

Cruzei-me ontem com esta edição da revista na Biblioteca Municipal de Faro. Chamou-me à atenção e resolvi folhear. Reconheci as capas dos livros "dessa tal escritora", mas infelizmente não pude trazer a revista para casa (por ser recente) para dar uma leitura mais aprofundada. Tive o prazer de ter José António Gomes como professor de Literatura para a infância na ESE de Porto. Dessa altura ficou o gosto ainda maior por este tipo de literatura e a lembrança das leituras suaves e tranquilas que do professor.

O Espírito do Tai Chi disse...

Já enviei "mail" a solicitar o mesmo.
Estou a aguardar resposta...

Saudações,

António Serra