quinta-feira, 15 de abril de 2010

A GERAÇÃO DAS IOGURTEIRAS

“Foi-nos vendido um sonho de consumo totalmente irreal criaram em nós expectativas, que agora, chegados aos quarenta, estamos fartos de saber que não podem ser realizadas, esta merda não está a bater certo para quem cresceu a ver os desenhos animados búlgaros, do Vasco Granja, nem para quem aprendeu a votar, de braço no ar, as tropelias dos amigos, no Externato Fernão Mendes Pinto. Somos uns meninos mimados, os filhos do centrão e dos centros comerciais maiores da Europa, das viagens a Espanha no Verão, sem ter que passar pelas apalpadeiras na fronteira do Caia, os meninos que viram aparecer as primeiras televisões a cores, os primeiros vídeos e aquelas iogurteiras que ao fim de um mês perdiam o uso porque faziam os piores iogurtes do mundo.”

Quem tem 40 anos (ou está prestes a lá chegar) não deve perder este texto de Mónica Marques publicado no suplemento Nós/Obreiros, do i. E também no Sushi Leblon.

1 comentário:

Brikebrok disse...

gosto também do título !