domingo, 5 de abril de 2009

O QUE MENOS INTERESSA

Já me aconteceu pior. Há uns anos, entrei numa livraria de um centro comercial de Lisboa onde estava afixado um papel a dizer: “Precisa-se de livreiro”. Ofereci-me para o lugar. O gerente despachou-me em três tempos: “Perceber de livros é o que menos interessa para o caso.”

3 comentários:

Leonardo Pastor disse...

Uma vez entrei numa livraria e perguntei por um livro de Agatha Christie. O vendedor me pediu para soletrar.

Pó dos Livros disse...

Leonardo Partor, enquanto perguntam já não é nada mau. Pior é quando dizem logo que não têm só porque não sabem o que é. :)

Jaime

once disse...

estarrecida eu ..

Que gosto de livrarias .. assim mesmo, no verdadeiro sentido da palavra.

Vou actualizar-me na leitura de tanto que publicou enquanto estive ausente.

Abraço *